Dicas de orçamento doméstico: 9 hábitos essenciais

Autor:

Publicado:

Atualizado:

Com algumas dicas de orçamento doméstico você pode gerenciar melhor os custos para manter a casa.

Mas, diminuir alguns gastos também são essenciais para manter o orçamento doméstico equilibrado.

Quais são as melhores dicas de orçamento doméstico?

A seguir, veja 9 dicas de orçamento doméstico para equilibrar as despesas.

1. Controle o uso do cartão de crédito

Os cartões de crédito podem ser verdadeiros vilões quando o assunto é controle de gastos e organização financeira.

Eles representam exatamente a dívida real que você possui com a instituição financeira e corremos o risco gastar sem controle ignorando este fato.

Além disso, a taxa de juros praticada pelas intituições financeiras sobre a utilização do cartão de crédito é muito alta.

Estabeleça um limite para gastos durante o mês e certifique-se de que estes limites estejam dentro o seu orçamento.

Ou seja, certifique-se de que você terá condições de saldar o valor estipulado para gastos com o uso do cartão de crédito.

Outra dica é dar preferência para cartões ou carteiras virtuais com cashback, podemos utilizar como exemplo o Ame, que pertence à Lojas Americanas.

São muitas as lojas que aceitam Ame digital e o uso da sua carteira nos pontos parceiros faz com que você ganhe parte do dinheiro gasto de volta.

2. Mapeie sua despesa fixa

É imprescindível que você faça o mapeamento de sua despesa fixa, considerando todos os gastos com a manutenção de sua residência.

Coloque no papel gastos como aluguel, supermercado, lazer, água, gás, luz, internet e etc.

Com isso você terá uma real dimensão de como está a situação do seu orçamento doméstico.

Após tomar conhecimento de uma forma mais clara através do mapeamento das suas despesas fixas, não exite em realizar algumas mudanças se necessário.

Isto porque se o seu orçamento estiver estrangulado e você estiver se sentindo sufocado com as dívidas.

Após o mapeamento você será capaz de verificar onde poderão ser feitos cortes ou alterações como trocar o plano de tv a cabo ou cortar a tv por assinatura por exemplo.

3. Mensalize suas despesas anuais

Quem é que nunca passou aperto ao chegar no final de ano e se deparar com aquele monte de dívidas, IPTU, IPVA e outros impostos, material escolar das crianças, etc.

Você reune seu pagamento do mês, décimo terceiro e seu 1/3 de férias se houver e ainda sim, acaba recorrendo à empréstimos para conseguir saldar todas estas dívidas.

Mas já pensou se todo aquele dinheirinho que você recebe no fim de ano como o décimo terceiro por exemplo pudesse ser utilizado para um passeio em família ou viagem por exemplo.

Isso se torna possível se você mensalizar suas dívidas anuais, isto é pegar todas aquelas dívidas cobradas uma vez ao ano e diluir em 12 parcelas.

Feito isso, poupe religiosamente todos os meses os valores destas parcelas, assim, quando chegar o momento de pagá-las, você já terá juntado o dinheiro necessário para a dívida.

Agindo assim você equilibra sus dívidas e fica com seu décimos terceiro e outros vencimentos livres para utilizar com outras coisas.

4. Faça uma caixa de emergência

Com as finanças em ordem, procure guardar ao menos dois a três meses de renda em algum título de renda fixa com liquidez diária.

Isso porque o rendimento é superior ao da poupança e você tem a flexibilidade de sacar quando quiser.

Outra opção é deixar este dinheiro quardado em contas bancárias com rendimento automático e acima do CDI, existem muitos bancos digitais que possuem este benefício.

Esta caixa de emergência ou fundo de emergência como queira chamar é uma recomendação unânime entre os especialistas em finanças pessoais.

Ela serve para cobrir aqueles imprevistos como um concerto caro do automóvel, alguma despesa hospitalar de emergência que não esteja dentro da cobertura do plano de saúde.

Ou até mesmo para outras evetualidades como a programação de uma viagem em família por exemplo.

5. Faça uma renda extra consciente

Outra maneira de garantir um respiro no orçamento doméstico é garantir uma renda extra consciente .

Chamo de renda extra consciente por dois motivos: o primeiro é que ela deve realmente ser considerada uma renda extra.

Jamais considere uma renda extra como parte de sua receita fixa mensal, isso porque você tenderá a elevar seus custos domésticos e, caso perca esta renda extra repentinamente, passará por dificuldades.

O segundo motivo é que esta renda extra deve ser algo que não tome todo o tempo que te sobra após o cumprimento do seu trabalho que lhe garante a renda principal .

Se isso acontecer, você poderá enfrentar problemas de ordem emocional e psicológica por excesso de carga de trabalho e consequentes problemas familiares.

Logo, procure estabelecer uma renda extra primeiramente avaliando, dentro destes dois pontos, se há viabilidade para a exeução da tarefa.

6. Se não tem dinheiro, resista à algumas promoções

É normal encontrarmos promoções do tipo leve 3, pague 2 ou leve 10 pague 5 seja em estabelecimentos físicos, seja em lojas online.

Um bom exemplo disso é a Granado, que eventualmente realiza promoções e vende uma caixa fechada de sabão em barra ou líquido por preços bem menores.

Se ao deparar-se com promoções desse tipo, você verificar que possui condições de aproveitá-las sem prejudicar seu orçamento, vá em frente.

Se não, não compre! Não se engane, é uma ilusão pensar que estará economizando ao comprar produtos nestas promoções se você não tem orçamento pra isso.

Este dinheiro terá que sai de algum lugar e depois você se verá obrigado a realizar manobras e dar as famosas “barrigadas” nas contas pra tentar equilibrar as coisas.

Com isso, o que você “economizou” com a promoção, acaba perdendo com juros de contas que não puderam ser pagas posteriormente.

Para saber mais dicas de orçamento doméstico, veja o vídeo do canal BTG Pactual.

Sobre o autor

Postagens Recentes

  • Finanças para Restaurantes: Dicas para Gerir seu Negócio com Sucesso

    Finanças para Restaurantes: Dicas para Gerir seu Negócio com Sucesso

    Abra as portas do sucesso! Administrar um restaurante é um sonho para muitos, mas lidar com as finanças pode ser um pesadelo. Margens de lucro apertadas, custos operacionais altos e concorrência acirrada: esses são apenas alguns dos desafios que você enfrentará.  Mas não se preocupe, este guia está aqui para te ajudar! Vamos te equipar…

    Ler Mais

  • Verão 2024: como a alta temporada influencia na economia

    Verão 2024: como a alta temporada influencia na economia

    O verão de 2024 se apresenta como um marco de vital importância para a economia brasileira. Com a chegada da alta temporada turística, diversos segmentos econômicos são impulsionados, gerando um ciclo virtuoso de crescimento e prosperidade. De acordo com estimativas da Confederação Nacional do Comércio (CNC), espera-se uma movimentação financeira substancial em áreas chave como…

    Ler Mais

  • AI Definity 1000-A Guia de longo alcance

    AI Definity 1000-A Guia de longo alcance

    À medida que nos aproximamos de outro momento de progresso inovador, o AI Definity 1000 destaca-se como um guia decompromisso e probabilidade.Dos cuidados médicos às costas, da montagem ao desvio, esta etapa inovadora abre novos limites de eficácia e inovação.Ao mergulhar nas suas complexidades, podemos adquirir experiências das suas ramificações significativas para a sociedade e…

    Ler Mais